Quinta, 14 Novembro 2019

HORÁRIO DE EXPEDIENTE

DAS 13H ÀS 19H 

 

NO PERÍODO DE

16 DE OUTUBRO DE 2019
A
28 DE FEVEREIRO DE 2020


Telefone: (51) 3664-0011

Portal da Transparência

Portal do Servidor

Portal do Servidor

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
DO POSTO DE SAÚDE

MANHÃ: 8h às 12h
TARDE: 13h às 17h
TELEFONE POSTO: (51) 3664 - 0247

FONE PLANTÃO:
NOITES / FERIADOS / FINS DE SEMANA
(51) 99955 - 6662

WhatsApp:
Secretaria da Saúde: (51) 99955-6662
ESF Guilherme Cleo Biasi: (51) 99964 - 0247

Informações / Reclamações:
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
TELEFONES: (51) 3664 0010

 

Hino do Município

TELEFONES ÚTEIS

 

(51) 3664 - 0011

Prefeitura Municipal

(51) 3664 - 0121
Banrisul

193 
Bombeiros

(51) 99446 - 4170
Brigada Militar
Dom Pedro de Alcântara

(51) 3667 - 1377
Brigada Militar - Três Cachoeiras

(51) 3664 - 0001 
Câmara Municipal

(51) 99933 - 6289 
Companhia de Água e Esgoto

(51) 99935 - 0816 
Conselho Tutelar

(51) 3664 - 0385 
Correios

(51) 3664 - 1100 
Hospital de Pronto Socorro - HPS

(51) 3664 - 0126 
Polícia/Delegacia

(51) 3664 - 0258 
Rodoviária

Novo Horáro de Expediente Ler Mais >>
Município de Dom Pedro de Alcântara

Iniciativa buscou aperfeiçoar as boas práticas de manipulação de alimentos

 

Com o propósito de aperfeiçoar as boas práticas de manipulação de alimentos, a Prefeitura de Dom Pedro de Alcântara, por meio da Secretaria Municipal de Educação, em parceria com a EMATER, realizaram no dia 31 de julho a II Capacitação de Manipuladores de Alimentos 2019, que envolveu cerca de dez merendeiras da rede de ensino do município.

O curso, desenvolvido na cozinha do Salão Paroquial, foi coordenado pela nutricionista e responsável técnica do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), Ana Ferreira, e ministrado pela extensionista social da EMATER de Torres, a também nutricionista Sônia Regina Cruz.  

O evento teve início no período da manhã, onde as merendeiras e auxiliares tiveram aulas práticas para elaboração de vários pratos. As receitas desenvolvidas foram de fácil manipulação, com uso de misturas de farinhas, bem como aproveitamento de folhas e talos de procedência orgânica.  

Já no período da tarde foi realizada a parte teórica, onde foram abordados vários assuntos como: higiene pessoal, ambiental, utensílios e equipamentos, armazenamento, dentre outros. 

“Foi explanado para elas os vários papeis das merendeiras, salientando um dos principais, que é o de educação alimentar. Foi informado ainda que a cozinha de uma escola é também uma unidade de Saúde. Este não deve ser frequentado por pessoas não qualificadas ao serviço para evitar problemas de contaminação alimentar. Os microorganismos patogênicos estão em vários lugares e são transmitidos através de roupas, cabelos, mãos, que circulam pela cozinha”, disse a nutricionista Sônia. 

Ela destacou ainda que é necessário não deixar entrar na cozinha pessoas que não  são as merendeiras. “Se houver necessidade, devem usar no mínimo proteção dos cabelos com uso de toucas. Assim como não podemos entrar em salas de aula e em postos de saúde sem autorização de profissionais, o mesmo deve acontecer nas cozinhas, que preparam a alimentação escolar”, completou a extensionista.

Joomla Template Developer
Joomla Template Developer

Custom Joomla Templates
Custom Joomla Extensions

Instant WordPress Themes
Instant WordPress Themes